terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Para a Toda a Gente que Acredita...


"O que dá realmente sentido à vida é o amor. O amor que é você e eu rezando pra que os dias que faltam passem rápido. É saber que todos meus ensaios líricos terão você como inspiração. O que dá credibilidade ao amor é essa nossa nova tentativa diária de sermos felizes. O que conserva o amor é saber que não somos pequenas gôndolas desencontradas se lamuriando de solidão nos canais de Veneza. O amor é saber dosar sorrisos e lágrimas. E dessas últimas saber secar os olhos e esquecer um pouco do lado dorido do mundo. Amor é ter um algo antes alvacento e agora felizmente fantasiado por essas tuas cores.
E tudo que era tristemente esbranquiçado ganha tuas doces matizes variadas. Amor é ter cada beijo teu como antídoto para dias desesperançados. Amor é guardar o que há melhor de mim pra você e não esperar aniversários, natais ou outras datas pomposas pra te entregar.
É embrulhar o melhor que tenho num saquinho feito de papel seda alaranjado, amarrar no seu topo um laço de juta dado com capricho e te presentear naqueles momentos complicados. Amor não se constrói nos afagos apenas. Juntemos tijolos de gentilezas, cimento de abraços apertados, madeira de carinho, tramela de serenidade, pregos de boa vontade e aí poderemos ter um bom começo para a sua construção. Amor é ter peito forte de muralha e coração de passarinho miúdo. Amor é beber dos teus olhos irresistíveis todos as manhãs e só por isso já sorrir. Amor é esperar por você o dia inteiro e ter a certeza que virá com o teu jeito de flor, me tomará pelas mãos e me fará feliz pelo resto da vida. Amor ainda é acreditar que existe amor e porque a gente acredita, ele existe.

2 comentários:

EU SOU NEGUINHA disse...

ahh,o amor...por onde andará o meu amor??? rsssssssssss

Miss disse...

Texto lindo demais, amei....